De Coração para Coração

Reflexão – Parte 2 – dia 13 de outubro de 2017

“E os que iam passando repreendiam-no para que se calasse; mas ele clamava ainda mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” (Lucas 18:39)

 

Continuando a reflexão sobre nossos sonhos versus pessoas ao nosso redor vamos entender o contexto que acontecia com o cego assim que ele clamou por Jesus.

 

A multidão caminhava com Jesus e via maravilhada os milagres que Jesus fazia, mas ainda assim eles tentaram calar a voz do cego repreendendo para que ele se calasse. Naquele instante ele tinha duas escolhas e uma decisão a tomar. Ou ele permanecia em seu estado de vítima acreditando que nada para ele aconteceria de bom ou ele lutava contra aquela multidão que tentava silenciá-lo e gritava mais alto. Ele optou pela segunda escolha e atraiu a atenção de Jesus para ele.

 

E nós o que faremos? A todo o momento, existem pessoas que tentam nos silenciar e nos mostrar que não somos capazes.

 

Não podemos parar por causa das pessoas que não acreditam no que estamos fazendo.

Não podemos estagnar em nossos sonhos porque pessoas se opõem ao que estamos realizando.

 

Muitas pessoas que estão ao nosso redor não conseguem compreender a imensidão dos nossos sonhos e projetos. Oxalá que não entendam, pois eles são nossos e de mais ninguém.

 

Sempre em toda nossa caminhada haverá alguém para se levantar contra o projeto que estamos desenvolvendo. Devemos continuar permanentemente!

 

Segunda-feira meditaremos sobre a última parte dessa reflexão, mas por hora vamos identificar nossos adversários e suas oposições. Não entraremos numa briga física, porque a palavra diz que nossa luta não é contra carne ou sangue, mas contra principados e dominadores desse mundo tenebroso.

 

É hora de dobrarmos nossos joelhos e levantarmos nossas vozes em clamor ao Senhor. Somente Ele pode dar vida aos nossos sonhos e projetos já mortos dentro de nós.

 

Que possamos tomar a decisão de chamar a atenção de Jesus através da nossa oração e jejum!

Paula Mesquita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.