De Coração para Coração

Reflexão – dia 04 de outubro de 2017

“Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos”. (Hebreus 12:1-3)

 

Mais uma pregação abençoada do Rev. Jair Macedo, onde nos mostra que nossa corrida é de qualificação e contra o pecado.

 

Como é difícil esse ser chamado humano. Quando as situações são liberadas parecem que não são tão atrativas assim, mas quando a palavra ‘proibido’ entra no meio tudo muda de figura e a sensação que temos é de sermos puxados em direção ao vedado.

 

Somente com a caminhada diária com Cristo é que começamos a tomar ojeriza em relação ao pecado e a tendência é deixar de ser atraente aos nossos olhos. Porém, nunca deixaremos de pecar, pois somos falhos. Conseguimos vencer um pecado, mas existem outros a serem vencidos até que Jesus nos leve para junto d’Ele.

 

Devemos sempre ter em mente dois versículos que nos ajudam a não desviar de nossa jornada.

 

O primeiro encontra-se no livro de Provérbios, no capítulo 16, no versículo 1: “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor”.

 

O segundo está no evangelho de João, capítulo 3, versículo 30: “Convém que Ele cresça e que eu diminua”.

 

Que possamos entender que há coisas mais importantes do que as materiais e que há muitas pessoas perecendo ao nosso redor e nem nos damos conta. Que o nosso coração possa arder em amor na mesma proporção da constância de Deus para conosco.

Paula Mesquita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.