De Coração para Coração

Reflexão – dia 15 de setembro de 2017

“Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de dia nem de noite, e eu e as minhas servas também assim jejuaremos. E assim irei ter com o rei, ainda que não seja segundo a lei; e se perecer, pereci”. (Ester 4:16)

O povo judeu estava em ameaça. Hamã tinha o aval do rei para a chacina que ele havia preparado. Onde estivesse o povo judeu, lá estava o jejum, a oração, a lamentação, o luto pelo que haveria de acontecer.

Mordecai vê em Ester o livramento para seu povo e pede ajuda. Momentaneamente ela recua, mas logo em seguida convoca a todos que jejuem e intercedam por três dias e três noites para que Deus dê a ela o encontro esperado com o rei.

Quantas pessoas ousadas, nós vemos no dia de hoje?

O governo faz e desfaz e o povo não se mexe.

Não falo de baderna e confusão, mas cadê os cristãos? Em 2016 o IBGE declarava que havia 166 milhões de brasileiros cristãos, ou seja, 86,8% dos brasileiros.

Onde estão os joelhos dobrados em súplicas pela libertação do povo da corrupção?

Onde estão os cristãos em jejum para que os governantes do nosso país se rendam ao senhorio de Jesus Cristo?

Cadê a Igreja de Cristo?

Devemos amar o pecador, mas abominar o pecado.

É hora de orarmos, jejuarmos, suplicarmos ao nosso Deus para que Ele tenha misericórdia de nossa vida e de nosso povo trazendo-nos libertação.

Autora Paula Mesquita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.