De Coração para Coração

Reflexão – dia 21 de junho de 2016

“A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda”. (Provérbios 16:18)

“Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as fornicações, os homicídios, Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem”. (Marcos 7:21-23)

Ontem falamos sobre nos importar com as pessoas ao nosso redor. Agora vamos um pouquinho mais longe. Quando começamos a entender que precisamos buscar a santidade para agradarmos a Deus, conseguimos a tão sonhada paz interior. Porém, igualmente por inúmeras vezes muitos de nós despertamos o lado crítico.

E consequentemente nos achamos mais santos do que outros irmãos em Cristo. Nossos olhos ficam abundantemente abertos para os erros dos outros e o próximo passo é julgamento. Por vezes pensamos ou até mesmo escutamos de outros irmãos o erro e pecado do outro. Viramos peças fundamentais no tribunal de Deus e nos achamos competentes em apontar erros.

Constantemente nosso julgamento está disfarçado de “conselhos sábios” aos nossos irmãos ou ainda no gabinete pastoral para “alertar” ao pastor. Vamos ficando indignados com os erros cristãos e nos enfurecemos em várias situações alegando que cristão não pode ter determinadas atitudes.

Porém, a Palavra de Deus nos alerta em 1 Coríntios 10.12: “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia”. Precisamos olhar para dentro de nós e ver a podridão que somos, pois se Jesus em sua condição humana respondeu em Marcos 10:18: “E Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom senão um, que é Deus”. Quem somos nós para nos acharmos melhor do que os outros?

Devemos buscar a santidade, não podemos ter determinadas atitudes, todavia não somos ninguém para julgar o outro e nos acharmos melhor.

Que nesse dia possamos olhar para nós e clamar pela misericórdia divina, pois somente Ele é bom!

Autora Paula Mesquita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.