De Coração para Coração

Reflexão – dia 31 de maio de 2017

“Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá. Como flechas nas mãos do guerreiro são os filhos nascidos na juventude. Como é feliz o homem que tem a sua aljava cheia deles! Não será humilhado quando enfrentar seus inimigos no tribunal.” (Salmos 127:3-5)

Ontem meditamos sobre o casal, hoje nada mais justo que seja sobre os filhos. Como temos criado nossos filhos?

Fico observando as crianças nos dias de hoje e até mesmo dentro dos templos. Pais que ao invés de ensinar seus filhos a irem para as suas classes infantis para aprenderem desde cedo a Palavra de Deus permitem que fiquem no templo jogando nos celulares e Ipads, brincando com seus brinquedos, atrapalhando os outros que querem adorar a Deus e aprender da Sua palavra.

Pais que não ensinam o mínimo de educação aos seus filhos permitindo-os fazerem o que querem, gritando com seus genitores e dando ordens aos pais. Quantos vídeos eu já vi de crianças pequeninas dando birra e ao invés de serem corrigidas eram gravadas e todos rindo? Crianças sendo incentivadas pelos pais e “namorarem” e beijarem quando tudo que elas ainda têm é a inocência.

O que essas crianças serão quando crescerem?

E nossos adolescentes? Sendo praticamente obrigados a resolverem tudo sozinhos porque não têm seus pais para os orientarem e ajudarem. Quantos pais ao chegar a casa ficam apenas nas redes sociais e não dão o mínimo de atenção aos seus filhos? Não lhes dão abertura para um diálogo, não lhe dão carinho e nem afeto. Adolescentes rebeldes, sem limites e sem amor.

O que serão desses adolescentes? E é essa a reflexão para nosso dia: a criança de hoje é o adolescente e adulto de amanhã. Tudo começa na fase infantil, porém como dizia minha mãe: antes tarde do que nunca. Ainda há tempo!

Que em nosso dia possamos demonstrar amor aos nossos filhos!

“A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe”. (Provérbios 29:15)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.