Indicação

Poema “Desabafo”

Desabafo

Eu deveria estar feliz…

Mas, foi o final de ano mais vazio e solitário que eu já passei em minha vida, um dos mais difíceis desde a minha separação.

Fingir que estou bem, quando não vejo nada mudar…

Saber que todos têm vida própria e motivação para seguir em frente e eu…

O que tenho disponível pra mim?

Vazio… Amargura… Solidão…

Talvez as noites nas baladas de um ano que se passou não me mostraram nada…

Bebidas… Falsos sorrisos…

Interessei-me por aquilo que não se devia oferecer.

Foi um ano de perversas mentiras… De coisas que não preciso vivenciar mais.

Foi talvez o ano em que mais me maltratei tentando preencher um vazio.

Já não tenho mais paciência para redes sociais e contatos superficiais.

Já não tenho amigos próximos e os que eu preciso definitivamente perceberam que sou um egoísta que não necessita de ajuda e nem sequer de uma palavra.

Tenho três portas a escolher a partir de agora.

A primeira é a mais importante: voltar para a luz!

Porém, por mais que me dê esperanças, eu não tenho paciência para esperar, e por isso sei que vou colocar minha mão e mudar os planos de Deus.

Devo eu voltar colocar a minha vida em Suas mãos?

A segunda é imparcial…

Devo eu continuar fugindo de mim mesmo?

Abdicando das oportunidades que Deus me dá?

Parece que prefiro não acreditar e nem tentar ser feliz.

E quem diria que “Assim Seja”…

Ou a terceira porta?

Um caminho de espinhos e riscos, sem amor e sem cor, sem saudade, sem amigos…

Correndo risco de me perder pelo caminho e me encontrar em qualquer beco sujo e perverso que a vida me leva pelas minhas escolhas.

Sou esse fraco que não consigo tomar uma decisão sensata do que fazer da minha própria vida.

A amargura e a solidão são frequentes no meu sorriso, nos momentos em que pergunto a mim mesmo: Quem sou eu?

Talvez a resposta esteja em como quero recomeçar este novo ano: Tudo novo ou consertar os erros do passado?

Uma coisa é certa… Terminei um ano pior do que comecei e quero ter a esperança de finalizar este novo ano melhor do que este consumado.

Quero beber para comemorar a vida que não tenho… O sorriso que não dou… As palavras de amor que não existem mais em minha vida…

Quero ser feliz…

Quero nascer de novo…

Quero morrer para mim mesmo e mostrar o verdadeiro homem que sou sem esquecer-me do propósito na qual fui designado por Deus para cumprir.

Espero não me perder no caminho e triunfar no final!

Precisava desabafar, precisava que me ouvisse, mas não fique triste por mim.

Eu não mereço compaixão, afinal “aqui se planta, aqui se colhe!” Certo?

E eu encerro meu desabafo dizendo… Deus obrigado por me dar mais uma chance!

Autor Evando Luiz

Ainda não conhece o livro de poemas desse maravilhoso autor? Que tal adicionar em sua biblioteca Wattpad? Em breve teremos maravilhosas surpresas!!!

Sentimentos em Versos e Poemas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.