De Coração para Coração

Reflexão – dia 14 de abril de 2017

 

“Vendo Pilatos que nada conseguia, antes, pelo contrário, aumentava o tumulto, mandando vir água, lavou as mãos perante o povo, dizendo: Estou inocente do sangue deste justo; fique o caso convosco! E o povo todo respondeu: Caia sobre nós o seu sangue e sobre nossos filhos!” (Mateus 27:24-25)

Tantas lições para tirarmos desse texto…

Quantas vezes em nossa vida estamos diante de situações injustas e incorretas, mas para não termos que tomar uma decisão e nos expormos simplesmente lavamos nossas mãos? Porém, não nos enganemos, será cobrado de nós da mesma maneira!

Apesar daquele povo não ter a noção real daquelas palavras, elas trouxeram salvação a muitos, pois foi o sangue de Jesus que trouxe expiação por todos os pecados da humanidade.

Grande foi o sofrimento de Cristo naquele momento. Cada prego, cada açoite, cada brutalidade dirigida a Jesus, seja verbalmente ou fisicamente, foi pelos meus pecados, pelos seus pecados, pelos nossos pecados. Ele nunca havia se separado da trindade divina, mas o Seu grande amor trouxe essa separação para que pudéssemos ser salvos e estar n’Ele.

Será que nós seríamos capazes de nos doar como Ele fez? Acredito que a resposta seria não, pois quantas vezes não conseguimos ter amor nem por nós mesmos, quanto mais pelo próximo.

Essa é a nossa reflexão no dia de hoje:

Temos dado valor ao sacrifício de Jesus na cruz?

Temos amado a Deus acima de todas as outras situações em nossa vida?

Temos perdoado e amado nosso próximo?

Temos honrado nossos pais?

Temos cumprido os mandamentos do Senhor?

Temos entregado no altar do Altíssimo nosso orgulho, vaidade, inveja e outros sentimentos e atitudes não condizentes com Aquele que nos criou?

Foi por mim!

Foi por você!

Foi por nós!

“E Jesus, clamando outra vez com grande voz, entregou o espírito. Eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo; tremeu a terra, fenderam-se as rochas; abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos, que dormiam, ressuscitaram; e, saindo dos sepulcros depois da ressurreição de Jesus, entraram na cidade santa e apareceram a muitos. O centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto e tudo o que se passava, ficaram possuídos de grande temor e disseram: Verdadeiramente este era Filho de Deus”. (Mateus 27:50-54)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.