De Coração para Coração

Reflexão – dia 20 de março de 2017

Essa semana Deus tocou meu coração para falar sobre misericórdia. Que tal começarmos refletindo sobre o Salmo 136?

“Louvai ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.

Louvai ao Deus dos deuses; porque a sua benignidade dura para sempre.

Louvai ao Senhor dos senhores; porque a sua benignidade dura para sempre.

Aquele que só faz maravilhas; porque a sua benignidade dura para sempre.

Aquele que por entendimento fez os céus; porque a sua benignidade dura para sempre.

Aquele que estendeu a terra sobre as águas; porque a sua benignidade dura para sempre.

Aquele que fez os grandes luminares; porque a sua benignidade dura para sempre;

O sol para governar de dia; porque a sua benignidade dura para sempre;

A lua e as estrelas para presidirem à noite; porque a sua benignidade dura para sempre”.

(Salmos 136:1-9)

O salmista começa e termina louvando a Deus pela sua benignidade. A definição dessa palavra é qualidade ou virtude do que é benigno, que por sua vez tem a seguinte definição: cuja índole é boa; de bom caráter; benévolo, humano, bondoso ou ainda que é cortês, prestativo, no tratamento com os outros.

Deus nos fez a Sua imagem e semelhança. Jamais faremos tudo como Ele fez e faz, mas devemos tentar todos os dias, horas, minutos e segundos tentarmos ser parecidos com nosso Senhor e Salvador.

“Louvai ao Deus dos céus; porque a sua benignidade dura para sempre”. (Salmos 136:26)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.