Reflexão – dia 24 de fevereiro de 2017

“Cantai a Deus, cantai louvores ao seu nome; louvai aquele que vai montado sobre os céus, pois o seu nome é Senhor, e exultai diante dele”. (Salmo 68:4)

Aproxima-se mais um feriado para descansarmos e buscarmos a Deus mais intimamente. Porém, também vai se achegando o momento em que muitos partem para loucuras maiores e as consequências muitas vezes são desastrosas: drogas, prostituição, gravidez não desejada, estupros… Tudo em nome da “liberdade” que muitos pensam têm: faço o que quero e ninguém tem nada a ver com isso.

É hora de levantarmos como cristãos que somos e orar pela nossa nação! Orar para que o Espírito Santo convença do pecado, da justiça e do juízo. Orar para que Deus traga libertação aos jovens e crianças que têm se emaranhado em um punhado de mentiras.

Vamos fazer diferença onde Deus nos plantou e florescer, pois no Altíssimo está a libertação e santificação!

“Deus faz que o solitário viva em família; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes habitam em terra seca”. (Salmos 68:6)

Reflexão – dia 23 de fevereiro de 2017

“O Senhor é o meu pastor, nada me faltará”. (Salmos 23:1)

O entendimento correto desse versículo é que nada nos faz falta, pois nosso Deus supre cada uma das nossas necessidades, basta somente render-nos a Ele.

“Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias”.
(Salmos 23:6)

Reflexão – dia 22 de fevereiro de 2017

“E Pedro, tornando a si, disse: Agora sei verdadeiramente que o Senhor enviou o seu anjo, e me livrou da mão de Herodes, e de tudo o que o povo dos judeus esperava”. (Atos 12:11)

Se atentarmos para a Palavra de Deus, veremos que em nenhum momento o Seu povo estava vivendo tranquilamente. Havia momentos de refrigério, mas a luta era constante. A diferença entre as nações que habitavam da terra era que o Eterno caminhava com o Seu povo. Porém, tudo que acontecia era para honra e glória do Altíssimo. Muitas pessoas que não faziam parte do povo escolhido achegavam-se a Deus pelo testemunho vivo.

Podemos dizer que andamos conforme o chamado do nosso Senhor e Salvador?

“E a palavra de Deus crescia e se multiplicava”. (Atos 12:24)

Reflexão – dia 21 de fevereiro de 2017

“Porque o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido”. (Mateus 18:11)

Eis-me aqui, eu irei Senhor (2 vezes)

Envia-me a mim, que disposto estou

Levarei Tua gloria às nações

Podemos cantar esse louvor?

Temos falado de Jesus a quem Ele tem colocado em nossas vidas?

“Então ouvi a voz do Senhor, conclamando: “Quem enviarei? Quem irá por nós?” E eu respondi: Eis-me aqui. Envia-me!” (Isaías 6:8)

Reflexão – dia 20 de fevereiro de 2017

“Porque nós vamos destruir este lugar, porque o seu clamor tem aumentado diante da face do Senhor, e o Senhor nos enviou a destruí-lo”. (Gênesis 19:13)

Deus me incomodou profundamente essa semana em relação ao mundo em que vivemos. Nesta semana teremos a chegada de mais um carnaval e o que a maioria dos cristãos fazem? Correm para um acampamento ou congresso e lá ficam para adorar a Deus. E quando voltamos o que fazemos para honra e glória do nosso Senhor?

Precisamos olhar ao nosso redor e perceber que o mundo jaz no maligno. Temos que acordar como igreja e clamar ao nosso Senhor. Clamar por salvação, por intimidade maior com Deus, por justiça, por misericórdia…

“Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração”. (Jeremias 29:12,13)

Reflexão – dia 17 de fevereiro de 2017

“Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão”. (1 Tessalonicenses 5:2-3)

Estamos realmente preparados para a vinda do nosso Senhor? Ainda há tempo para se arrepender dos pecados e nos santificarmos.

“Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo”. (1 Tessalonicenses 5:9)

Reflexão – dia 16 de fevereiro de 2017

“Ela, pois, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente. E fez um voto, dizendo: Senhor dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao Senhor o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha”. (1 Samuel 1:10-11)

Muitas vezes passamos por grandes dificuldades que nos roubam temporariamente nossa alegria. O que fazer então quando o vendaval passa em nossa vida?

Devemos nos derramar diante de Deus as nossas angústias, petições, decepções, frustrações e também nossos sonhos. Porém, ao nos levantarmos e termos ouvido Sua Palavra Profética sobre nossa vida devemos sorrir, pois assim estamos fazendo exercício da fé e adorando o Eterno independente da Sua solução para nós

“Então respondeu Eli: Vai em paz; e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste. E disse ela: Ache a tua serva graça aos teus olhos. Assim a mulher foi o seu caminho, e comeu, e o seu semblante já não era triste”. (1 Samuel 1:17,18)

Reflexão – dia 15 de fevereiro de 2017

“Então Mardoqueu mandou que respondessem a Ester: Não imagines no teu íntimo que, por estares na casa do rei, escaparás só tu entre todos os judeus”. (Ester 4:13)

Onde quer que nós estejamos tenha certeza de que Deus nos colocou por algum motivo. Quer seja para conserto, tratamento, para sermos usados em Sua Obra ou para glorificar o Seu Santo Nome. Permita que o propósito do Altíssimo se cumpra em sua vida.

“Porque, se de todo te calares neste tempo, socorro e livramento de outra parte sairá para os judeus, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino?” (Ester 4:14)

Reflexão – dia 14 de fevereiro de 2017

“Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros”. (Filipenses 2:4)

Houve uma situação naquela confusão do estado do Espírito Santo que me muito me chamou a atenção. Um determinado mercado abriu e logo uma fila enorme se formou. As pessoas que estavam na metade da fila para o final, não conseguiram comprar absolutamente nada. Elas estão tão desesperadas que o egoísmo tomou conta e não importaram com aquelas que estavam depois delas. Fiquei pensando se, de repente, algumas daquelas pudessem estar na situação de não ter arroz em casa.

Como agiríamos nós em situação de desespero? Olharíamos para Cristo e para nosso próximo, ou somente para nós mesmos?

“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus”. (Filipenses 2:5)