Reflexão – dia 25 de maio de 2017

“Com todo o meu coração te busquei; não me deixes desviar dos teus mandamentos. Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti”. (Salmos 119:10,11)

“Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho. Jurei, e o cumprirei, que guardarei os teus justos juízos”. (Salmos 119:105,106)

Exercitamos nossa fé, nos arrependemos, aprendemos a andar com Deus e agora necessitamos guardar a Sua palavra para não pecar contra Ele.

Por isso se faz tão fundamental lermos todos os dias a Bíblia Sagrada, pois nela contém além da história do povo de Deus, todos os mandamentos criados pelo Eterno. Muitas vezes achamos que estamos sendo tolhidos da nossa vontade e não podemos fazer nada, mas se prestarmos atenção em todas as suas leis nada mais é do que regras para podermos viver bem, em paz, segurança, tranquilos com nossa família, amigos, vizinhos, funcionários e colegas de trabalho, confiantes de que tudo está sob o Seu controle.

Tente cumprir os mandamentos de Deus e verás como o seu espírito ficará em paz mesmo que ao seu redor tudo seja caos.

 

Que nosso dia seja manifesto pelas novas experiências que vamos viver com o Altíssimo!

Reflexão – dia 24 de maio de 2017

“E andou Enoque com Deus, depois que gerou a Matusalém, trezentos anos, e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos. E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou”. (Gênesis 5:22-24)

Vamos refletir hoje sobre andar com Deus. Quando andamos com alguma pessoa que temos muito apreço sempre buscamos informações de como ela está, damos um jeito de nos encontrarmos e falarmos. Não ficamos muito tempo sem ter notícias dessa pessoa ou sem falar com ela.

Assim deveria ser nosso relacionamento com Deus. As formas que nos comunicamos com Ele são orando e adorando-O. Semana passada li uma frase que me chamou a atenção: “Se sua vida dependesse da oração como ela estaria”. Forte, mas bem realista.

Do mesmo modo que Enoque teve sua família, mas andava com Deus; trabalhava, mas andava com Deus; se divertia, mas andava com Deus; ensinava seus filhos, mas andava com Deus nós podemos também. Fiz questão de repetir a frase andava com Deus para que possamos perceber que tudo o que fazemos em nossa vida tem que ser feito andando com Deus.

Dessa maneira vai nossa reflexão de hoje: Estamos andando com nosso Deus?

“Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” (Amós 3:3)

Que nosso dia seja definido pela presença constante de Deus em nossa vida.

Reflexão – dia 23 de maio de 2017

“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus”. (Salmos 51:17)

Hoje iremos refletir sobre arrependimento. Essa é a definição no dicionário:

– pesar ou lamentação pelo mal cometido; compunção, contrição.

– negação ou desistência de algo feito ou pensado em tempos passados.

Segundo tradução hebraica, arrepender-se vem do verbo naham. Os estudiosos dão várias opiniões no esforço de determinar o significado de naham, relacionando a palavra com mudança ou disposição do coração, mente, propósito ou mudança da conduta pessoal.

Depois de lermos e refletirmos sobre várias definições e textos bíblicos, nós podemos chegar à conclusão que quando nos arrependemos mudamos de direção. Ou seja, Deus se agrada quando nos arrependemos porque entendemos que nossa atitude está errada, pedimos Sua ajuda para não pecarmos mais e mudamos nosso comportamento não ficando somente na promessa.

Deus conhece nosso coração e sabe quando estamos realmente dispostos às mudanças.

Que nosso dia seja marcado por uma autoavaliação e mudança de hábitos.

Reflexão – 22 de maio de 2017

“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem”. (Hebreus 11:1)

Essa semana contrapondo a anterior, nós meditaremos sobre o que agrada ao nosso Deus.

Semana passada me aconteceu um fato que somente domingo minha mente processou quando me lembrava do assunto. Meu filho ficou gripado e com uma febre muito forte, estava de viagem marcada para casa da minha mãe na quinta-feira. Ele estava tomando remédio, mas ainda não tinha surtido efeito. No sábado quando falei com minha mãe novamente sobre ele ter melhorado ou não, ela me informou que tinha levado ele ao médico, tinha sido medicado e estava melhor.

O interessante da questão é que em nenhum momento eu fiquei preocupada ou com receio de algo não dar certo, pois ele estava com minha mãe. Eu confio plenamente nela.

E foi aí que eu fiz a comparação…

Por que eu não consigo confiar em Deus na mesma proporção?

Por que a minha fé não é firme para essa certeza?

Com certeza eu me arrependi e orei ao Senhor para me ajudar e fortalecer. Deixo essas palavras para que você possa fazer sua própria reflexão.

Que nossa semana seja abençoada e transformada pelo Eterno!

Será Pecado? – Numa Ribes na Amazon

Esse livro é maravilhoso! Uma chocante história sobre irmãos de criação que se apaixonam, há um que luta contra esse sentimento, acabam por se entregar e quando estão vivendo seu grande amor descobrem que são irmãos de verdade.

Uma trama incrível, mas que deixa seu coração em pedaços. Venham conhecer a história de Tony e Marina.

Será Pecado? já está à venda na Amazon. Corra e garanta o seu!

Inclusive saiu uma matéria sobre o modelo da capa que na verdade foi a inspiração para essa linda história: Lucas Bóvi. Leia a matéria na íntegra no site do Jornal de Floripa.

Também conheça a autora e suas outras obras no seu perfil no Facebook.

Reflexão – dia 19 de maio de 2017

Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. (Provérbios 6:16-19)

Chegamos ao fim de mais uma semana. Tenho certeza de que todos nós vivemos experiências incríveis com Deus.  Algumas pessoas conseguiram perceber e agradeceram mesmo aquelas situações que foram desconfortáveis ou até mesmo dolorosas, outras permitiram que a ansiedade e a correria do dia a dia engolissem as maravilhas de Deus em nossa vida.

Hoje fecharemos o tema sobre o que desagrada mais ao Eterno. Todas as outras situações eram abomináveis aos Seus olhos, mas a sétima Ele odeia. Isso é muito forte!

Deus odeia o que semeia contendas entre irmãos. Em Mateus 5:9 Jesus fala que bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus. Não estamos aqui para criar confusão, gerar brigas, fofocar, nos acharmos melhores do que uns e outros… Estamos aqui para amar ao nosso próximo, estender a mão, aconselhar dentro da palavra de Deus, orar por nosso próximo…

Se você não viu o que está sendo falado para você mesmo que seja uma pessoa da igreja de Cristo, cesse a conversa torpe e se você viu fale para essa pessoa que o melhor a fazer é orar. E faça a oração juntamente com quem veio lhe contar a fofoca e fazer contenda. Você pode ter ganhado mais uma pessoa na busca da santidade ou nunca mais ela terá a ousadia de vir falar contigo.

Deus abençoe ricamente nosso dia e nosso final de semana. Que possamos experimentar a boa, perfeita e agradável vontade do Altíssimo em nossas vidas!

Reflexão – dia 18 de maio de 2017

“Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos”. (Provérbios 6:16-19)

Vamos refletir sobre a sexta coisa que Deus odeia? Forte ouvir que Deus odeia algo não? Mas acredito que isso nos leva a uma maior seriedade.

Interessante que a sexta coisa é exatamente a testemunha falsa que profere mentiras e um dos mandamentos que Deus ordenou para Moisés em Êxodo 20.

Quantas vezes nos acusaram de atitudes que não fomos nós que fizemos?

Quantas vezes nós mesmos acusamos pessoas de atitudes que não tínhamos certeza?

Aí você pode pensar em acusações sérias. Mas vou lhes contar uma situação e deixarei para que vocês mesmos façam suas reflexões.

Conheço uma pessoa que come e larga tudo para ser lavado por outros. Eu mesma já briguei com essa pessoa dizendo que ela não estava na casa dela para fazer isso. E a resposta foi: nem na minha eu faço, quem faz é minha mãe. Na minha concepção falta de educação, mas para ela… Pontos de vistas diferentes, mas eu não mudo ninguém. Quem convence do pecado, do juízo e da justiça é o Espírito Santo e que acredito que mostre também “pequenos” atos como esse.

Enfim, um dia mais uma vez vi uma caneca cheia de água escondida atrás do filtro. Fui onde essa pessoa estava com nossos colegas e já fui falando: Quem será que deixou isso aqui sujo na cozinha? Interessante que não foi ninguém. Então virei-me para a pessoa e falei: Isso é coisa sua né? Prontamente ouvi um não e ainda a seguinte frase: Você está me acusando de algo que não viu isso é falso testemunho.

Saí da sala revoltada porque sempre era assim. E pensando numa frase da minha mãe, um cão danado todos a ele, fui reclamando para Deus sobre a atitude folgada da pessoa. Então, Deus em Sua infinita paciência para conosco me questionou se eu tinha visto a pessoa colocar a caneca no tal lugar. Depois do meu não, Ele apenas me lembrou de que se não vemos e acusamos estamos sim levantando falso testemunho, pois a palavra testemunho quer dizer exatamente que você viu o que aconteceu. Mais tarde descobri que dessa vez não tinha sido realmente a pessoa.

Devemos buscar a santidade de Deus todos os dias e tenho certeza de que com o tempo perceberemos que em nossas mínimas atitudes começaremos a perceber a diferença de como éramos e como estamos.

Que nosso dia seja marcado pela nossa transformação a fim de sermos testemunhas vivas do Altíssimo!!!

Reflexão – dia 17 de maio de 2017

Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. (Provérbios 6:16-19)

Hoje iremos refletir sobre os pés que se apressam a correr para o mal. Mais uma vez imaginando como poderia ser isso.

Se o mal é ruim porque correr para o mal, não faz sentido isso. Porém lembrei-me das inúmeras vezes em que estive afastada dos caminhos do Senhor. Eu sabia que determinadas ações estavam erradas para Deus, mas ao invés de abandonar a prática, me enfiava mais no pecado sob diversas justificativas insanas para defender o meu erro.

E em nenhum momento podemos pensar que por ter Cristo em nossas vidas somos melhores do que as pessoas que não acreditam n’Ele ou que achamos não seguir como nós consideramos que deva ser. Ao que está de pé cuidado para que não caia já como diz em 1 Coríntios 10:12.

Que nosso dia seja coberta pela graça do nosso Deus e que Ele nos ensina como devemos caminhar.

Reflexão – dia 16 de maio de 2017

Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. (Provérbios 6:16-19)

Hoje é dia de refletirmos sobre as mãos que derramam sangue inocente e o coração que maquina pensamentos perversos.

Peguei-me pensando sobre essas duas características.

A definição de inocente é: Que não possui culpa; que não ocasiona o mal; que é inofensivo ou puro; inócuo. Sem pecado; em que há candura e/ou pureza; cândido. Que possui excesso de ingenuidade; que se comporta ingenuamente.

E a definição de perverso é: Ruim ou malvado; em que há ou expressa perversidade, maldade. Que é capaz de prejudicar alguém: assassino perverso.

Logo entendi que o derramamento do sangue inocente seria o de pessoas que têm entregado diariamente sua vida para nosso Senhor e buscado a santidade não importando a idade, pois infelizmente hoje em dia nem crianças são tidas como inocentes diante de algumas situações que tenho escutado.

E a perversidade iria além de ruindade ou malvadeza, pois a Bíblia é clara quando Deus nos diz que até em pensamentos pecamos. Quantas pessoas “matamos” em nossos pensamentos? Quantas ruindades “fizemos” também em pensamento?

Que possamos refletir sob a luz da palavra do Senhor, sob o convencimento do Espírito Santo sobre nossas obras e possamos mais uma vez mudar o curso de nossos passos.

Que nosso dia seja mais uma vez de gratidão por tudo que o Senhor tem feito em nossas vidas!

Reflexão – dia 15 de maio de 2017

Estas seis coisas o Senhor odeia, e a sétima a sua alma abomina: Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, o coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal, a testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos. (Provérbios 6:16-19)

Essa semana, refletiremos um pouco sobre o que desagrada a Deus. Hoje serão os olhos altivos e a língua mentirosa.

Vamos as definições:

Altivez é a característica de algo ou alguém que é altivo, ou seja, que tem amor próprio. Considera-se superior, orgulhoso ou digno. Pode também estar relacionado com um comportamento que denota arrogância ou soberba.

Mentira é a afirmação de algo que se sabe ou suspeita ser falso; não contar a verdade ou negar o conhecimento sobre alguma coisa que é verdadeira. A mentira é o ato de mentir, enganar, iludir ou ludibriar.

Podemos ter a certeza então, de que nos acharmos melhor do que qualquer pessoa seja por qual motivo for, ainda que seja por motivos religiosos não agrada a Deus.

Mentir decididamente não agrada a Deus seja por qual motivo for. Precisamos pedir ao Espírito Santo que nos ajude em nossas fraquezas.

Temos cometido algumas dessas coisas? Se sim é hora de dobrar nossos joelhos, pedir perdão a Deus e mudar a direção do nosso caminhar.

Que nossa semana seja repleta do amor e da unção do nosso Deus!