Reflexão – dia 23 de março de 2017

Houve tempo em que nós também éramos insensatos e desobedientes, vivíamos enganados e escravizados por toda espécie de paixões e prazeres. Vivíamos na maldade e na inveja, sendo detestáveis e odiando uns aos outros. (Tito 3:3)

Necessitamos até mesmo para demonstrar gratidão ao nosso Deus, amar como Ele nos amou e ama até os dias de hoje. Não podemos julgar como muitas vezes acreditamos ter todo o direito, pois já diz um ditado: com a medida que medires, também serão medidos.

Mas, quando, da parte de Deus, nosso Salvador, se manifestaram a bondade e o amor pelos homens, não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós generosamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador. (Tito 3:4-6)

Reflexão – dia 22 de março de 2017

“Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou”. (Efésios 2:4)

Meditando nesse versículo encontro o ‘segredo’ para termos misericórdia, amarmos ao nosso próximo com o amor que Deus nos ama.

De acordo com o dicionário a definição da palavra misericórdia é:

Sentimento de dor e solidariedade com relação a alguém que sofre uma tragédia pessoal ou que caiu em desgraça; dó, compaixão, piedade.

Ato concreto de manifestação desse sentimento, como o perdão; indulgência, graça, clemência.

Agora a pergunta do dia para nós: Estamos realmente amando nosso próximo como o Senhor nos ordenou?

“Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes”. (Marcos 12:30,31)

Dia Mundial da Poesia – Evando Luiz

Preciso de Ti

Quando vi seu olhar brilhando, vi a sua alma, seu mais puro sentimento.
Um sorriso desbrochou e sem dizer uma única palavra, seu abraço conduziu-me ao aconchego, ao tempo que se passou a uma história que nunca teve fim.
A hora foi passando, olhos nos olhos, palavras, ressentimentos…
O semblante mudou, oras pequenos sorrisos, oras os olhos marejavam a dor.
O tempo passando rápido e o que restou?
Restou saudades, esperança, vontade de mudar o nada.
Eu acredito que você vai mudar! Ouço com a certeza de que é puro seu amor.
O momento da despedida vai chegando…
Não vai embora, fique mais um pouco se aconchegue em meu peito.
Olhos nos olhos, o calor do corpo e a decepção é inevitável, lágrimas…
Um último beijo, um até logo.
Fique só mais um minuto, por favor.
Fica comigo?
Preciso de ti… Mas, tenho medo de machucá-la.
Não olhe para trás!
Cuide de você e saiba que nunca vou te abandonar, Perfeitinha.

Autor Evando Luiz

Dia Mundial da Poesia – Lena Rossi

Viver Hoje

Viver hoje está difícil…
Não que eu seja infeliz
É apenas medo
De tudo que a mídia diz

A dengue evoluiu
Mudou de nível no Brasil
Chikungunya nome estranho
Zica mais fácil de falar
Até febre amarela tomou seu lugar

O que fazer se o brasileiro não tem educação?
Ele mesmo joga o lixo no chão.
Lava-se pouco a mão.
Ajuda na corrupção
Ficando do lado do ladrão

Outra palavra muito usada
É tal da bala perdida
Essa não pode chupar
Cuidado!
Ela vai te matar

Sempre estudei as guerras
Que foram anos atrás
Vejo que me enganaram
Ela está na rua
E nos dias atuais

É guerra de facção
De bandidos e policiais
É guerra nas estradas
Matando cada vez mais

É guerra dentro de casa
Nas famílias e hospitais
Muitos lutando por uma vaga
Ou para serem tratados iguais

Infelizmente nossa guerra
Está longe de acabar
É preciso ter consciência
E nossa parte conscientizar

Por um Brasil mais justo
É que precisamos lutar
Educar dentro de nossas casas
Para a escola as crianças levar

E por onde andar
Essa bandeira levantar
Se formos sempre do outro esperar
Essa ‘guerra’ nunca vai acabar.

Esse foi um desabafo
Que eu precisava extravasar
Fica tudo preso na garganta
E tem hora que não da para aguentar

Ver tantas coisas erradas
E a minha voz ter que calar
Então eu faço do jeito que gosto
Para minha palavra levar

E se você não gostar…
Eu te ‘prometo’
Não vou parar
Minha mensagem de bom dia
Todo dia vou publicar

Autora Lena Rossi

Reflexão – dia 21 de março de 2017

“Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade”. (Hebreus 4:16)

Como Deus é maravilhoso!!! Apesar das nossas mazelas e pecados, Ele nos dá a chance de chegarmos perto d’Ele para que possamos nos corrigir e buscar consolo na Sua presença.

Precisamos em todos os momentos da nossa vida da misericórdia de Deus.

Temos nos achegado a Ele clamando por misericórdia e graça?

Reflexão – dia 20 de março de 2017

Essa semana Deus tocou meu coração para falar sobre misericórdia. Que tal começarmos refletindo sobre o Salmo 136?

“Louvai ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.

Louvai ao Deus dos deuses; porque a sua benignidade dura para sempre.

Louvai ao Senhor dos senhores; porque a sua benignidade dura para sempre.

Aquele que só faz maravilhas; porque a sua benignidade dura para sempre.

Aquele que por entendimento fez os céus; porque a sua benignidade dura para sempre.

Aquele que estendeu a terra sobre as águas; porque a sua benignidade dura para sempre.

Aquele que fez os grandes luminares; porque a sua benignidade dura para sempre;

O sol para governar de dia; porque a sua benignidade dura para sempre;

A lua e as estrelas para presidirem à noite; porque a sua benignidade dura para sempre”.

(Salmos 136:1-9)

O salmista começa e termina louvando a Deus pela sua benignidade. A definição dessa palavra é qualidade ou virtude do que é benigno, que por sua vez tem a seguinte definição: cuja índole é boa; de bom caráter; benévolo, humano, bondoso ou ainda que é cortês, prestativo, no tratamento com os outros.

Deus nos fez a Sua imagem e semelhança. Jamais faremos tudo como Ele fez e faz, mas devemos tentar todos os dias, horas, minutos e segundos tentarmos ser parecidos com nosso Senhor e Salvador.

“Louvai ao Deus dos céus; porque a sua benignidade dura para sempre”. (Salmos 136:26)

Reflexão – dia 17 de março de 2017

“E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito. Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros”. (Gálatas 5:24-26)

Para fechar a semana em cima das reflexões que temos feitos, vai mais uma pergunta para nos fazer:

Vamos alimentar nossa carne ou nosso espírito?

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne”. (Gálatas 5:16)

Reflexão – dia 16 de março de 2017

“Porque o juízo é sem misericórdia para com aquele que não usou de misericórdia. A misericórdia triunfa sobre o juízo. Meus irmãos, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras? Pode, acaso, semelhante fé salvá-lo? Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta”. (Tiago 2:13-14,17)

A pergunta para nós hoje é: Se Deus nos levasse hoje, o que nossas mãos teriam para apresentar a Ele?

“Havia em Jope uma discípula por nome Tabita, nome este que, traduzido, quer dizer Dorcas; era ela notável pelas boas obras e esmolas que fazia”. (Atos 9:36)

Reflexão – dia 15 de março de 2017

“E estava o Senhor com Judá, e despovoou as montanhas; porém não expulsou aos moradores do vale, porquanto tinham carros de ferro”. (Juízes 1:19)

A reflexão de hoje é pequena, mas de grande importância para nós!

Peço que façamos uma reflexão sobre nossas vidas e depois disso responda para você mesmo:

– Posso afirmar que Deus está comigo? Tenho a certeza de que Ele anda comigo em todas as horas?

“E subiu também a casa de José contra Betel, e foi o Senhor com eles”. (Juízes 1:22)